Conheça as consequências de um baixa reputação mercadológica

Conheça as consequências de um baixa reputação mercadológica

No dicionário, reputação é definida como “conceito obtido por uma pessoa a partir do público ou da sociedade em que vive”, “possuir renome ou prestígio”, “bom ou mau conceito” ou “opinião já fundamentada sobre qualquer coisa”. Se levarmos esses significados à esfera empresarial, temos tudo o que uma organização precisa para ser sustentável e competitiva.

Neste artigo, a HoldBrasil falou sobre o que é reputação mercadológica e como a recuperação de crédito pode influenciá-la. E para reforçar a importância desse assunto, trazemos agora as consequências negativas de uma baixa ou má reputação.

Em primeiro lugar é preciso entender que recuperar uma reputação abalada é muito mais difícil do que construir uma boa (e esta, como já vimos, tem seus próprios desafios).

Portanto, dê atenção a estas consequências de uma baixa reputação:

Colaboradores

Quem quer comprar de um lugar que os próprios funcionários não recomendam?

Funcionários são propagadores de boas e más informações. Além de contribuírem diretamente para a reputação mercadológica de uma companhia, a baixa ou má reputação também interfere diretamente na produtividade, uma vez que não há o engajamento e a motivação esperados para o trabalho.

Posturas erradas e/ou divergentes dentro da empresa tendem a contaminar equipes e afastar bons colaboradores, agravando o problema, além da empresa deixar de ser atrativa para novos talentos do mercado.

Investidores

Quem quer investir em uma empresa que não tem boa reputação?

Reputação em queda traz efeito cascata no valor da organização e nas oportunidades de investimento, afinal, a imagem de uma empresa é fundamental para a sua credibilidade e segurança.

Todas as companhias que já sofreram algum tipo de crise de imagem institucional tiveram consequências mercadológicas globais, como queda no valor das ações e redução de vendas.

Parceiros Comerciais / Fornecedores

Quem quer ter sua imagem aliada a uma empresa de baixa reputação?

Fornecedores e parceiros comerciais são importantes para a sustentabilidade do negócio tanto quanto os outros públicos citados. Parcerias de confiança são essenciais à qualidade de produção e serviços, e empresas sólidas e com boa imagem não terão interesse comercial em se aliar a empresas de risco.

Quando uma empresa está com sua reputação em queda torna-se cada vez mais difícil manter bons fornecedores e parceiros.

Clientes

Você compraria de quem não confia?

E por último e não menos importante, temos o cliente. A reputação está diretamente ligada à confiabilidade de uma empresa, ou seja, o quanto o consumidor se sente seguro em adquirir seus produtos ou serviços.

Sem confiar, os clientes tendem a dar oportunidade para a concorrência, que pode aproveitar o momento e fidelizar aquele consumidor, trazendo prejuízos não só a curto prazo, mas também ao futuro do negócio.

E por que a HoldBrasil, uma fintech de recuperação de crédito, traz esse assunto? 

A resposta é muito simples: reputação é uma construção global, que envolve todos os setores da companhia. Se envolve todos, a área financeira, que é nosso setor de atuação, também é diretamente responsável pela reputação mercadológica do negócio.

Uma empresa com controle de inadimplência ineficiente tem prejuízos em três aspectos:

  • Passa uma imagem de descontrole e/ou desorganização para o mercado, mostrando ser incapaz de lidar com os próprios desafios;
  • Encontra mais dificuldade para obter crédito e atrair bons parceiros, que são essenciais para o seu desenvolvimento;
  • Tem o fluxo de caixa afetado pelo não recebimento dos clientes, tornando a gestão suscetível a riscos, trazendo prejuízos ligados tanto à inadimplência quanto à diminuição da sua credibilidade no mercado.

Portanto, conte com a HoldBrasil e suas boas práticas de recuperação de crédito para fomentar cada vez mais a imagem positiva do seu negócio. 

Não aposte a sua reputação ao dar pouca importância a determinados assuntos, pois em plena era digital, com redes sociais a todo o vapor, eles podem se transformar em grandes crises num piscar de olhos. 

No Comments

Post A Comment