O que você precisa saber sobre indicadores de inadimplência

O que você precisa saber sobre indicadores de inadimplência

Controlar a inadimplência dentro das empresas é um grande desafio e por esse motivo todas as ações que contribuem para uma gestão mais assertiva de cobrança são extremamente importantes.

Uma das atitudes mais importantes para qualquer negócio é o acompanhamento de indicadores, que mostram o desempenho de diversas áreas (administrativas, operacionais, comerciais e de marketing, entre outras). 

Indicadores, métricas ou KPIs (Key Performance Indicator em inglês) são os elementos que apontam ou apresentam dados que mostram como determinado processo está ocorrendo em um período ou ciclo.

Na gestão da inadimplência, os indicadores de cobrança acabam sendo uma ferramenta para a obtenção de dados valiosos para as estratégias de controle. Ajudam a identificar padrões e a obter uma melhor compreensão sobre os resultados para um melhor embasamento das estratégias.

Veja alguns dos indicadores de inadimplência em crédito e cobrança mais utilizados, lembrando que nenhum deve ser analisado de forma isolada: 

Contato com a pessoa certa ou CPC

A falta de contato é um dos problemas mais comuns e esse indicador mostra a quantidade de chamadas que foram atendidas pelo inadimplente – se refere aos contatos efetivos, onde o atendente conseguiu abordar o próprio cliente. Essa métrica pode ser influenciada por canais, horários e atualização de dados de contato, entre outros, e sua performance indicará se há necessidade de ajustes ou melhorias. É um dos indicadores mais importantes, pois sem contato, não há negociação.

Índice de atraso geral ou IAG

Mede a evolução dos pagamentos atrasados. As informações fornecidas por esse indicador são fundamentais para determinar a eficiência da política de crédito adotada pela empresa e atua também na gestão preventiva, dando previsibilidade aos hábitos dos consumidores em relação ao não pagamento das dívidas.

Prazo médio de faturamento

Esse indicador está relacionado ao risco de crédito da empresa e é demonstrado por meio de dados sobre o prazo de pagamento (quanto tempo o cliente tem para fazer suas compras à prazo). 

Prazo médio de recebimento

Indica o prazo médio que o cliente efetiva o pagamento da sua compra, ou seja, ele diz quanto tempo um crédito demorou para voltar ao negócio. Esse dado, se comparado ao faturamento, pode fornecer uma melhor visão de riscos e oportunidades em estratégias de cobrança, como a possibilidade de oferecer datas mais curtas de pagamento para uma restituição mais rápida, ou até para descontos em pagamento à vista.

Taxa de acordo mantido

Indica quantos acordos realizados pelo analista foram, de fato, mantidos. Como muitos devedores usam essa tática de aceitação apenas para ganhar mais tempo, esses dados podem ajudar à prática de ações mais assertivas.

Taxa de conversão

Uma das KPIs mais importantes, por medir não só a quantidade de contatos que foram feitos, mas sim relativizar essa informação com a quantidade de clientes que aceitaram o acordo de pagamento. Ajuda a compreender se as técnicas de abordagem estão sendo produtivas e quais estão dando melhor resultado.

Montante de valores recuperados

Mostra o valor recuperado em relação ao valor total inadimplente. Esse indicador qualifica se as negociações de pagamento estão sendo efetivas.

Tempo de duração de chamada / quantidade de contatos

Ter acesso a esses dados possibilita uma gestão mais estratégica de tempo, onde analistas podem tomar atitudes mais eficientes no direcionamento para os próximos passos da negociação, dependendo da evolução da chamada ou de quantas abordagens ou tentativas já foram feitas.

Para que um negócio tenha sustentabilidade mercadológica, com capacidade para se manter e crescer, toda e qualquer prática de crédito precisa de atenção. 

Políticas que adotam a recuperação de crédito como estratégia estão muito mais adequadas ao cenário da atual economia e ao futuro do seu próprio negócio. É hoje a forma de atuar imprescindível para quem deseja manter a fidelidade dos seus clientes enquanto recupera a dívida, além de ser muito mais barata para o negócio do que investir na conquista de um novo consumidor.

Mas, para que a recuperação de crédito seja eficiente, ela precisa contar com tecnologia desenvolvida especialmente para essa finalidade e com pessoas capacitadas. E indicadores são extremamente importantes para alimentar essas duas frentes de ação.

A HoldBrasil, uma fintech que nasceu há mais de uma década para reinventar a relação das empresas com os seus clientes e reduzir ao máximo a inadimplência, tem muito a contribuir para a sua política de crédito e indicadores. Fale com um de nossos consultores e saiba mais.

No Comments

Post A Comment